SEJAM BEM VINDOS AO RESGATE DE SUA CONSCIÊNCIA CRIADORA - PLANETÁRIA E CÓSMICA

"VIVENDO NO ETERNO MOMENTO DO AGORA"

domingo, 9 de outubro de 2011

 Um pouco de antroposofia…
Publicado em por Márcia De Lucena Saraceni
O texto abaixo, é um artigo retirado da Revista Vida Simples (escrito por Aline Salve) que fala sobre a antroposofia, o seu significado e a sua forma de ver o mundo e as pessoas. É um texto longo, mas vale a pena conhecer mais sobre este assunto.
“A antroposofia está fascinando muitos brasileiros. Pelo menos 700 médicos utilizam-se de seus princípios, recorrendo a chás e outras receitas caseiras e evitando o excesso de medicamentos. E já há 13 escolas, disputadíssimas, nas quais as crianças aprendem primeiro a viver a vida, envolvidas em atividades realmente infantis, em vez de serem preparadas precocemente para o mercado de trabalho. Existe também um grande laboratório (Weleda), que fabrica remédios, chás e cosméticos naturais, uma editora (Antroposófica), com dezenas de títulos publicados, e até o luxo de uma rede de produtores agrícolas biodinâmicos, que fornece queijos, iogurtes, pães, verduras e frutas de qualidade muito especial.
Criada no começo do século XX pelo filósofo austríaco Rudolf Steiner (1861-1925), essa ciência humanista vem sendo aplicada mundialmente em áreas tão diversas como medicina, educação, agricultura, economia, farmacologia, teatro e artes plásticas, organização social e espiritualidade. Ao pé da letra, trata do conhecimento (sofia, no grego) sobre o ser humano (antropos).
Seu princípio fundamental é a conexão entre o homem, a natureza e o sagrado, que se manifesta em todos os fenômenos, em nível interno e externo, anímico e material. A antroposofia acredita que é preciso desenvolver o homem integralmente, considerando sua alimentação, moradia, relacionamentos sociais e econômicos, bem como sua formação intelectual e sua espiritualidade. Um rio de obviedades, com as quais a maioria de nós concorda perfeitamente. A diferença é que os seguidores da antroposofia não apenas concordam como agem de acordo, na contracorrente, mostrando que é possível compor e manter uma sociedade alternativa mesmo dentro das grandes cidades.

Uma nova direção para a humanidade

Publicado em por Claudia Michepud Rizzo

Para o Dalai Lama, “espiritualidade é aquilo que produz no ser humano uma mudança interior”. Requer, portanto, uma atitude transformadora. Um despertar consciente que produza em nós o ato de cuidar, de zelar, isto é, o sentido de responsabilidade.
Temos sido constantemente alertados sobre a necessidade de darmos atenção ao nosso planeta Terra, nossa casa. Estamos, cada vez mais, degradando-o, destruindo-o como se essa morada não nos pertencesse e a ela não estivéssemos ligados.
Para despertar e/ou evoluir com mais profundidade nossa mudança interior e elevar nosso senso de zelo e de cuidados junto a esse lar que acolhe e responde pela continuidade da vida terrena, transcrevo a seguir trechos do livro “Criação Imperfeita” do físico e filósofo brasileiro Marcelo Gleiser.
“Há bilhões de anos, nossos antepassados começaram a se questionar sobre a razão de sua existência. Sozinhos, contemplaram os céus, buscando nas estrelas pela sua origem.
Pelo que sabemos hoje, e provavelmente por muito tempo, somos os únicos seres se questionando sobre o mundo. A aceitação de nossa solidão cósmica é um toque de despertar, iniciando uma nova era para a humanidade. Humanos! Salvem a vida! Não há nada de mais precioso e raro. Preservem-na, façam com que dure, ajudem a espalhá-la pela vastidão do cosmo. Esta é a nossa missão suprema como mentes do cosmo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário